Confira os vinhos ideais para beber na primavera.

Posted in Drinks, on 22 setembro 2017, by , 0 Comments

Chegou a Primavera! E com ela o aumento da temperatura, o que significa que muda também nosso comportamento, certo? Assim como os tipos de vinhos que bebemos.

No Brasil, o vinho ainda está muito ligado ao inverno, mas essa bebida pode combinar com qualquer época. Como devem imaginar, na primavera perdendo apenas para o verão, obviamente são os vinhos brancos que têm o protagonismo. Diversos tipos de vinho podem ser harmonizados na primavera, basta saber selecionar o ideal para a ocasião.

Primavera e Sauvignon Blanc

Se tivéssemos que pensar em uma uva ideal para beber durante a primavera, esta seria a Sauvignon Blanc, e o segredo está na sua acidez intensa e refrescante. Mas lembre-se sempre que, obrigatoriamente, devem ser vinhos jovens e de climas frios, do contrário os vinhos não irão cumprir sua principal missão que é refrescar. Por exemplo, um Sauvignon Blanc com mais de dois anos já vai ter perdido sua acidez, já que esta vai diminuindo com o passar do tempo até desaparecer e deixar o vinho absolutamente “plano” que é a palavra que se usa para se referir quando um vinho tem carência de acidez, também se usa no vocabulário do vinho a palavra “chato”.

Os Sauvignon Blanc são vinhos que em sua grande maioria não têm estágio em madeira, e é aí que está a graça. A madeira ajuda na diminuição da acidez, o que não significa que os vinhos desta uva, que tenham sido guardados em madeira sejam ruins, mas não serão os melhores para harmonizar com dias de sol.

Se você prefere os brancos da uva Chardonnay, não se preocupe. Eles também servem para harmonizar com a primavera, mas com a condição de que sejam vinhos varietais (sem guarda em madeira). Além disso, sempre será melhor procurar algum de uma região vitivinícola com características climáticas mais frias, o que irá incidir no fato de que o vinho terá uma maior acidez, já que, se compararmos com a Sauvignon Blanc, de maneira natural a uva (e o vinho) da uva Chardonnay tem uma acidez muito mais leve.

Outros tipos

Já os vinhos com guarda em madeira têm a possibilidade de acompanhar a gastronomia em dias de primavera, onde reinam as saladas, os frutos do mar e em geral as preparações mais frescas e leves. A dica é procurar vinhos com pouca “guarda”, ou seja que tenham sido criados em madeiras por pouco tempo, de preferênciade dois ou três meses.

Mas se tem um vinho que representa a Primavera de maneira clara esse é o vinho Rosé, que como já dito anteriormente em outros posts, é um vinho elaborado a partir de uvas tintas que são submetidas à macerações curtas.

Os rosés são os vinhos da alegria, da descontração e podemos afirmar também que estes vinhos são os companheiros ideais para se beber em dias quentes. Eles têm quase sempre baixos graus de álcool, e, igual nos exemplos anteriores, a condição é que sejam de safras recentes (o mais recente possível).

Por último se você não gosta de vinhos brancos, tampouco roses, também há outra opção. Trata-se de alguns vinhos elaborados com uvas tintas, mas que têm baixa graduação alcoólica, sem passagem por madeira e de preferência de uvas com estrutura de taninos mais leves, tais como os vinhos das uvas Pinot Noir, Merlot, Carménère, entre outras.

Se for optar por vinhos de uvas ou de estilos que não estão na lista acima, a recomendação é servi-los com uma temperatura um pouco menor do que costumamos fazer em torno dos 14°.

Texto de Vinho em Prosa


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: